Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra

Produção de etanol a partir do milho tem grande potencial de crescimento no Brasil

Produção de etanol a partir do milho tem grande potencial de crescimento no Brasil

Forte produtor do combustível a partir da cana-de-açúcar, fabricação de etanol de milho no Brasil é alternativa para a alta produção do cultivo no país, segundo Ministro da Agricultura

milho

Durante o Fórum Mais Milho, realizado nesta quinta (1º) em Castro (PR), o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, deu uma alternativa para a alta produção do produto do Brasil: a fabricação de etanol de milho.

Com safra estimada em 93 milhões de toneladas em 2017, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conad), há espaço suficiente para o uso como alimento e como combustível.

“Nós, como produtores de milho, não precisamos ter medo de defender que, com a produção de etanol de milho, vamos competir com o alimento. Quero estimular a busca de alternativas para os produtores. Isso é essencial para o sistema produtivo”, declarou Maggi.

Fábrica de etanol de milho
A solução, inclusive, já está saindo do papel. Blairo Maggi citou que já existem “usinas flex” no Mato Grosso, ou seja, que produzem etanol tanto a partir da cana e quanto do milho, aproveitando as entressafras entre as culturas para incentivar a produção. “E em julho será inaugurada a primeira planta de fabricação de etanol apenas de milho, em Lucas do Rio Verde”, informa.

Agora, a expectativa é de criar um programa para incentivar o etanol de milho. “No Centro-Oeste, grande produtor do grão do país, os produtores estão avaliando a possibilidade de ter um programa de etanol produzido com milho”, revela o ministro.

Como o Brasil é forte produtor de etanol a partir da cana-de-açúcar, para Maggi, este é o momento de aproveitar o excedente da produção para competir com os maiores concorrentes do Brasil na produção desse tipo de combustível renovável: os norte-americanos.

“Não há onde vender o milho que está sobrando aqui. Então, temos que criar alternativa para usá-lo. Os Estados Unidos se transformaram, em poucos anos, no maior produtor do etanol a partir do milho, fazendo frente ao Brasil, que fabrica o produto a partir de cana-de-açúcar”, explica o ministro.

A autoridade disse ainda que o milho é uma riqueza nacional e que não é possível fazer agricultura nos estados do Paraná, único estado da região Sul autossuficiente em milho, e os do Centro-Oeste sem esse cultivo.

Sobre o Fórum Mais Milho
O Fórum Mais Milho ocorreu nesta quinta-feira (1º) e contou com a participação de mais de 300 pessoas, inclusive o Ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Pela primeira vez no Paraná, o evento foi realizado na Cooperativa Castrolanda, em Castro, e é organizado pela Associação Brasileira de Milho (Abramillho), com apoio de diversas outras entidades e cooperativas, como a também paranaense Frísia e a Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja).

Produtor rural, associe-se à Andaterra – Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra.

andaterra logo

Fonte: Gazeta do Povo