Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra

Incra determina fim do diálogo com o MST

Incra determina fim do diálogo com o MST

Na ocasião, o ouvidor agrário nacional do Incra, coronel João Miguel Souza Aguiar Maia de Sousa disse não seriam atendidos invasores de terras

O Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) decidiu nesta sexta-feira (22), por meio do novo ouvidor agrário nacional do Incra, coronel João Miguel Souza Aguiar Maia de Sousa, que o órgão não receberá mais entidades ou representantes “que não possuam personalidade jurídica” como o MST, informa a Folha.

Na ocasião, o ouvidor afirmou que “não deverão ser atendidos invasores de terras (estes devem ser notificados conforme a lei)”, informa a Folha. O MST e outros movimentos de sem-terras não possuem registro como pessoa jurídica, o que torna o movimento algo totalmente clandestino e não seja fiscalizado pelas autoridades públicas.

O rompimento com grupos como MST era uma promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro, que também afirmou que criminalizaria o movimento e outros grupos de invadem terras.

Fonte