Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra

Sem solução para o passivo do Funrural em 2019, diz dep. Jerônimo Goergen

Sem solução para o passivo do Funrural em 2019, diz dep. Jerônimo Goergen

O governo federal ainda não tem a solução para o fim do passivo do Funrural e provavelmente não vá apresentá-la mais neste ano, segundo o deputado Jerônimo Goergen (Progressistas/RS). Em vídeo postado em grupos de produtores rurais no WhatsApp, na tarde desta quarta-feira 18, o parlamentar disse que 2019 deve se encerrar sem o cumprimento de uma importante promessa feita em 2018 pelo então candidato a presidente Jair Bolsonoro: a remissão do passivo do Funrural. Assista ao vídeo.

Visivelmente desapontado, Jerônimo informou: “Lamentavelmente, acabei fazendo hoje mais um dos tantos contatos que fiz com o procurador-geral da Fazenda Nacional, José Levi do Amaral. Esperava dele o resultado final da liberação das [certidões] negativas [de débito] (CNDs, documento necessário para o produtor ter acesso ao crédito rural), até que o governo encontre a saída para o fim do passivo. Recebi a notícia de que o governo quer resolver [o passivo], mas ainda não tem a solução.”

Há menos de uma semana, o deputadopostou outro vídeo no WhatsApp dizendo aos produtores o contrário. Ou seja, que Levi havia garantido que o governo teria uma solução para a liberação das CNDs e para o passivo ainda este ano. No entanto, o recado que animou agricultores, pecuaristas e adquirentes da produção agrícola dias atrás não se confirmou agora, conforme o próprio Jerônimo, no vídeo divulgado nesta quarta:

“Não posso fazer vocês ficar esperando – eu ainda acredito no presidente –, acreditando num governo que promete várias e várias vezes [, mas não resolve]. O ministro Paulo Guedes [Economia] disse, em audiência que estava completamente alinhado técnica e politicamente com os produtores, mas, de lá até aqui, nada de efetivo aconteceu”.

Jerônimo lembrou, no vídeo desta quarta, que a promessa de campanha foi reafirmada após a eleição do presidente.  “Ainda no final do ano [de 2018], já eleito [Bolsonaro], interlocutores do governo disseram ao produtor que não aderissem ao Refis [do Funrural], porque o passivo seria solucionado. E foi por isso que o produtor não aderiu, até porque não reconhece o Refis e não reconhece essa dívida.”

Em outro trecho do vídeo, o deputado gaúcho lamentou: “Infelizmente, 2019 termina sem a promessa do presidente Bolsonaro ser cumprida”. Jerônimo enfatizou ainda que o presidente está sendo mal informado sobre a situação do Funrural – “quem sabe ele até imagine que isso já esteja resolvido” – e avisou: “Quero dizer a vocês que somente uma grande mobilização vai mudar este quadro, porque o governo tenta ganhar, nos temas do endividamento e do Funrural, no cansaço do produtor.”