Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra

Devido ao coronavírus, Estados Unidos anunciam $19 bilhões em ajuda para agricultores e compra de alimentos aos pobres

Devido ao coronavírus, Estados Unidos anunciam $19 bilhões em ajuda para agricultores e compra de alimentos aos pobres

Por P.J. HuffstutterKarl Plume, edição de Antonio Pinho e tradução de Thiago Vieira

 Chicago (Reuters) – O presidente Donald Trump anunciou, nesta última sexta-feira, dia 17, um programa de auxílio de $19 bilhões de dólares para ajudar os agricultores a lidar com o impacto do coronavírus, incluindo $16 bilhões em pagamentos diretos aos produtores e compras em massa de carne, laticínios, vegetais e outros produtos.

 O Departamento de Agricultura dos EUA está em parceria com distribuidores locais e regionais para comprar $3 bilhões em produtos agrícolas a fim de que estes sejam distribuídos a bancos de alimentos, igrejas e grupos de ajuda, uma vez que milhões de americanos enfrentam o desemprego devido a grande parte da economia que se encontra parada.

MSU soybean and corn fields at sunset in July, 2006.

“Com o coronavírus, a agricultura americana foi fortemente afetada, como a maioria dos Estados Unidos, e o presidente Trump está ao lado de nossos agricultores e de todos os americanos para garantir que todos nós passemos por essa emergência nacional”, disse o secretário da Agricultura, Sonny Perdue, em entrevista coletiva na Casa Branca.

 A agência afirmou que fará compras mensais, totalizando aproximadamente $100 milhões cada, de produtos frescos, laticínios e carnes. Perdue ressaltou que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trabalhará ao lado de empresas como a Sysco Corp (SYY.N) para ajudar a adquirir, empacotar e distribuir caixas de alimentos.

 Nas últimas semanas, longas filas se formaram nos bancos de alimentos dos Estados Unidos.

 Agricultores e pecuaristas têm se esforçado para colocar seus produtos no mercado por causa dos problemas causados pela pandemia, forçando alguns a jogar alimentos fora e pedir auxílio ao governo.

 “Ter de despejar leite ou arar com legumes prontos para o mercado não é só financeiramente angustiante, mas também é de partir o coração para aqueles que produzem”, disse Perdue.

 Os pagamentos diretos serão enviados “o mais rápido possível”, pois os produtores de commodities agrícolas sofreram “perdas sem precedentes”, disse Perdue, que espera que os cheques possam ser enviados até o final de maio.

 Os $16 bilhões em pagamentos diretos a agricultores e pecuaristas incluirão $9.6 bilhões para a indústria pecuária – com $5,1 bilhões para o gado, $2,9 bilhões para os laticínios e $1.6 bilhão para suínos, conforme o comunicado divulgado na última sexta-feira pelo Senador norte-americano John Hoeven, de North Dakota, que preside o Comitê de Apropriações Agrícolas do Senado.

 Além disso, $3.9 bilhões serão pagos aos produtores de linha, $2.1 bilhões para agricultores especializados e $500 milhões para outras colheitas, segundo o comunicado. Os pagamentos serão limitados a $250.000 por agricultor individual ou entidade.

A Associação de Combustíveis Renováveis (RFA), que representa os produtores de etanol à base de milho, e que sofreram devido à falta de demanda por combustíveis para automóveis à medida que os americanos ficam em casa, rapidamente criticou o pacote.

 “O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) perdeu uma oportunidade crucial de ajudar a indústria que está sofrendo a pior crise econômica de sua história”, disse o presidente da RFA, Geoff Cooper em comunicado.

 Perdue reconheceu que os constituintes podem considerar os pagamentos diretos “insuficientes”, e disse que o USDA está tentando cobrir “pequenos agricultores, bem como agricultores maiores”.

 O financiamento para o programa de ajuda imediata será feito a partir de várias fontes, incluindo leis recentes relacionadas ao coronavírus aprovadas pelo Congresso e outras autoridades de financiamento às quais o USDA tem acesso, segundo Perdue.

 Mas, daqui em diante, disse ele, “antecipo que precisaremos de dinheiro adicional.”

 Link da reportagem original em: https://www.reuters.com/article/us-health-coronavirus-trump-farmers-idUSKBN21Z3EO

Tradução de Thiago Vieira. E-mail para contato profissional: tkv1986@gmail.com 

Andaterra imagem associe-se