Imprensa repercute nota da Andaterra contra o curso do MST na UFSC

A Andaterra publicou uma nota de repúdio contra um curso oferecido pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ligado ao MST, cujo título é “Reforma Agrária popular […] no enfrentamento ao agronegócio”.

Esta manifestação pública da Andaterra na defesa dos produtores rurais teve grande repercussão. Na última sexta feita, Moacir Pereira – comentarista de política do jornal Notícias do dia – deu grande destaque à nota da Andaterra, reproduzindo grande trecho de seu conteúdo  (confira aqui).

Na edição do último sábado/domingo, também no Notícias do Dia, o maior jornal diário de Santa Catarina, foi publicada uma reportagem de página inteira sobre o caso. Novamente se deu destaque a atuação da Andaterra ao que está acontecendo na UFSC, que oferece curso ligado ao MST, cujo conteúdo afronta o agro. Confira esta reportagem clicando aqui.

Cláudio Humberto, cuja coluna é publicada em vários jornais, entre os quais o Diário do Poder, também comentou a presença do MST em um curso da UFSC, destacando que o agronegócio é responsável por 70% das exportações catarinenses (confira aqui a coluna de Umberto sobre este curso). O que por si só mostra o absurdo de um curso que visa denegrir uma atividade fundamental para a economia de Santa Catarina.

 

Posted in Sem categoria

Next Post

Agronegócio de SC é atacado por ideologias políticas de esquerda

Qui Jul 8 , 2021
UFSC foi usada como “palanque” para curso de extensão que promovia ataque ao agronegócio catarinense